6 de jun de 2011

Rêves Volés

ganha os cinemas comerciais de Paris.



"Sonhos Roubados, de Sandra Werneck, não foi exatamente o que se possa considerar um grande sucesso de público e crítica no Brasil. Na França, é possível que a crítica, pelo menos, vá sorrir para a coautora (com Walter Carvalho) de Cazuza. Rêves Volés, título em francês, ganhou a cotação máxima do crítico de uma revista local, A Nous Paris. Quatro estrelas e a definição de filme 'envoutant', na vertente de Cidade de Deus, de Fernando Meirelles, mas com um recorte mais 'feminino'. Só para terem uma ideia, Um Novo Despertar, de Jodie Foster, com Mel Gibson, que entra em cartaz amanhã no Brasil, também estreou ontem na França. O crítico de A Nous Paris deu cinco estrelas para Sonhos Roubados e só duas para o filme de Jodie." Estadão de São Paulo - 26/05/11

5 de jun de 2011

Cantarolando Noel Rosa em Santa Luzia

Da minha casa pra lá demora em média 2 ônibus e 2 horas.
Mas valeu MUITO a pena tamanha viagem pelas ruas de São Gonçalo.

O Noel ficou na memória dessas crianças com as histórias mais engraçadas e os clássicos refrões do "Com que Roupa" e "Fita Amarela"
E eu?! Eu levo em minha memória toda a riqueza de histórias que essas crianças me cantaram nesses quatro encontros. 
Sim, elas cantam funks proibidos e os grupos mais famosos do momento. Mas na hora de compor as suas músicas elas criam composições a partir da batida do samba e do funk e falam aquilo que cabe à elas: o dia-a-dia e o amor. E assim como Noel fazia paródias com o hino as crianças fizeram paródias das músicas de Noel e muitas histórias cantaram:

Tô na aula, Tõ na aula, pois eu quero inventar
Uma música, uma música pra eu ir cantar
E eu não posso é errar, no samba, no samba...
(Trecho da música feita pela Mariana, Samara e Beatriz)

No último dia, segurei firme as lágrimas nos olhos. É sempre assim numa despedida. Preciso sempre ir. 

Mas todas as vezes que sigo peço a Deus pra iluminar esses seres tão queridos.

OBS: Projeto Cantarolando é um projeto do SESC São Gonçalo idealizado pela Adriana Daltoe.

histórias do henfil









6 dias era o meu prazo para poder criar, produzir, ensaiar e apresentar na Livraria Argumento do Leblon. E eu não consegui dizer não à Editora Ediouro! Lógico que aceitei! O Henfil! Lógico que eu ia aceitar! Depois desse sim as horas decidiram correr e eu corri com elas. 



Logo convidei:
O músico Josias Pedrosa Liashw (que aliás divide apê comigo)
O cenográfo Tuta (que aliás é um grande parceiro) 
E a nossa assistente de apoio moral Rafaela Prestes (que aliás é companheira do Tuta).
Aliás, todo processo foi montado com muito amor e muitos goles de café.



Numa rapidez tremenda as idéias foram se concretizando. 
Durante o processo o Ivan, o Sapo Ivan me ligou e me contou as história antes da histórias e as histórias dentro das histórias de como o livro surgiu. Linhas e entre linhas invisíveis que me inspiraram.
No dia da apresentação, o friozinho não era somente do outono mas era da emoção de estar ali presente num momento tão importante. Com muita sinceridade, delicadeza e uma pitada de desmantelo contamos as histórias. 




E foi assim com GRANDE prazer, honra e amor que montei a contação de histórias da Coleção de Livros Infantis do Henfil. Gostaria de agradecer a Tatiana Henrique, Editora Ediouro, Zé Graúna pelas fotos da apresentação, Josias Liashw, Tuta, Rafaela Prestes e aos amigos que viveram comigo essa delícia de montar essas histórias.











17 de mai de 2011

Da Baixada Fluminense à Ipanema


SESC Nova Iguaçu 

E assim vivo eu no meio do mundo indo pra lá e pra cá o tempo todo.
Graças a Deus! 
Definitivamente: Amo MUITO tudo isso. 

Café Du Laura
(Centro Cultural Laura Alvim)

18 de abr de 2011

Cantarolando Noel Rosa

Eis minha nova paixão: Noel Rosa.

Cantarolando as histórias de Noel na Escola Municipal Governador Roberto Silveira em São Gonçalo (RJ), me surpreendi com tamanha atenção que aquelas crianças deram aos detalhes da história, tamanha musicalidade que possuem em sua alma e tamanha delicadeza.
Das músicas do Noel eles levaram pra casa as letras, mas os refrões seguem na ponta da língua.

Das declarações
"Tia gostei muito da música que você trouxe hoje"
"Nós somos o quarteto fantástico e o quarto integrante é o Noel!"

E das músicas que eles fizeram
"Mas eu só quero é estudar
Sustentar a minha família e poder trabalhar é..
E poder prosperar 
Viajar por todo mundo e conhecer muito lugar é"

 levo pra minha vida toda.

Viva Noel!

13 de mar de 2011

meu aniversário

14 de março de 1985 às 15:35 nasci, vim ao mundo!
Completamente pisciano, ascente em leão e lua em capricórnio, se liga!

Hoje comemoro mais um ano de vida!
Depois de 3 anos comemorando no meio do mundo, agora é hora de comemorar em casa.
Levem seus corações e poesias.

Bar Central
Rua Mamede Simões, 144

10 de mar de 2011

missão cumprida

24 dias
8 cidades
18 apresentações
3 oficinas
Numa média 2500 pessoas

Missão cumprida!

Guardo comigo lembranças, pessoas, estradas e histórias.
Descobri que era só uma desculpa pra viajar só.
Descobri que assim como no palco é na vida:
Cada dia é um dia, cada apresentação é única, cada platéia é um ritmo diferente e cada cidade tem seu jeitin.

Imagem Parada - Samuel Macedo

Gostaria de agradecer a equipe do CCBNB - Juazeiro do Norte e do SESC Ceará pois sem essa parceria eu não teria realizado essa andança. Cheiro no coração de tod@s.

23 de fev de 2011

correria

"Eu fui de lá pra cá, daqui pra lá numa correria tremenda pelo meio do mundo."
Depois de Iguatu foi Nova Olinda.
Depois de Nova Olinda foi Juazeiro do Norte.
Depois de Juazeiro do Norte foi Porteiras.
Depois de Porteiras foi Caririaçu.
E cá estou em Sobral.
Mas já já paro pra contar umas histórias pra ocês, juro. O que posso adiantar é que estou sentindo uma saudade sem tamanho dos meus amigos que amo! Cheiro no coração, na alma e na ponta do nariz de cada um!
Amo, amo muito!

17 de fev de 2011

Iguatu - 4 apresentações em 1 só dia

                                                                                    Patrícia Vênus

Num total de quase 600 crianças!
O que posso dizer do dia?
1º missão cumprida
2º estou MUITO feliz, porém MUITO cansada
3º é incrível repetir o mesmo trabalho 4 vezes num mesmo dia

Patrícia Vênus minha flor muito agradecida!
Seu Chagas sua comida e a sua pousada são deliciosas!

Teatro Patativa do Assaré

O nome do teatro é Patativa do Assaré mas a apresentação foi no SESC Juazeiro e esse foi O Dia.
O Dia que a Dona Mocinha Flor do Dia desenrolou! Assim que chegô no palco deu de cara com o povo tudin sentando no tapete dela, pronto aí danousse.

                                                                                    Beth
Teve que dar um jeito de arrumar o povo na platéia mas até aí tudo bem..... Depois teve que CONQUISTAR os marmanjos que não curtem muito esse negócio de histórias não. Mas minha gente a bichinha é danada mermu. Num jogo de cintura que só ela trocou um papo com os meninos e em dois segundo contô, cantô, dançô e fez munganga danada pro povo. Taí a prova!

domingo em família

Domingo foi dia de ficar em casa com o povo
de lavar roupa
de curtir as crianças
e dormir a tarde inteira sem peso na consciência!

 Julinha e Gabi

13 de fev de 2011

dois em um

12.02 - Juazeiro do Norte
Acordei cansada mas segui pro CCBNB pra me animar.
A apresentação de “Lendas e Fábulas” foi frenética, enérgica e aí menin depois eu acordei e tou até agora sem sono.
Parei com o café às 16 horas e a insônia ainda me persegue, ahhhh danada!


11.02 - Nova Olinda
Estive num lugar que sempre desejei me apresentar: Teatro Violeta Arraes na Fundação Casa Grande em Nova Olinda.
Desde a primeira vez que vi há 5 anos atrás  fiquei paquerando aquela possibilidade e finamente realizei!
Apresentei "Nem uma coisa, nem outra" pra uma grande platéia! A luz tava linda, o som nos triques mas no fundo da alma eu vi poderia ter dado mais. É estranho sair do palco com essa sensação, mas às vezes acontece. Fiz o melhor que pude, mas no fundo eu estranhei o fato de não enxergar bem a platéia o que me impede de trocar com o povo, de olhar nos olhos. Sai inquieta e logo sugeri dar a eles novamente mais uma apresentação, espero que dê certo, espero poder retornar lá e dar minha alma praquele povo lindo.


              
Sergio Magalhães

10 de fev de 2011

Crato

                                                                            Sérgio Magalhães
Hoje foi a vez do Crato, mas especificamente no SESC Crato.
Pela primeira vez Florzinha se apresentou num palco tão grande e para uma platéia tão grande.
Num total mais ou menos de 140 crianças!
Sinceramente não tinha noção de como é que ia ser isso, mas foi, foi incrível, delíxxxxioso!
Aquele povo pequenin tudo me olhando com uns olhões, perguntando o meu nome.
Alguns queriam chegar mais perto, tocar, saber se era de verdade.
Outros me pediam pra repetir as histórias.
E todos estavam comigo naquele momento.
Sem palavras... o dia hoje foi intensamente maravilhoso.

Depois da apresentação finalizei a oficina "Brincando com as histórias" com uma turma de mulheres afim de semear histórias pelo mundo.

Gostaria de agradecer a Dudu que num passo de mágica fez a luz e arrumou o som.
Agradecer a Sérgio Magalhães pelas fotos e pelo carinho.
Agradecer também a Carla que é a Coordenadora do SESC Crato, aliás uma grande contadora de histórias!
Ahhhhh e a Ribeiro, o motorista que sempre me pega aqui em casa! Grande Ribeiro!

                                                                                      Sérgio Magalhães 

Viva! Viva a vida, as histórias e o amor por tudo isso.

Assaré


Uma hora e meia de estrada, num sobe e desce danado que nem montanha russa, com direito a túnel de árvores e um verde sem fim. O Brasil é tão lindo, tão variado, tão cheio de vidas e cores em tantos cantos. 
A apresentação ontem foi engraçada as crianças eram quase pré adolescentes, eles não ligam muito pra essas coisas não, diz que essas coisas só são pras criancinhas, mas quem mais interagiu?!?! Foram eles. Conversava, dava palpite e alguns até cantaram juntos. No final quem disse que eles queriam ir embora?

E fica aqui uma pequena homenagem ao grande Patativa do Assaré.

"Meu nordeste terra amada
Terra de mulher rendeira
do côco, da embolada
e da velha benzadeira
Nesta terra idolatrada
Quero ainda vida inteira

Por ordem celeste
eu sou do nordeste,
sou cabra da peste,
de tudo aqui tem
canta violeiro
abóia o vaqueiro
e o bom sanfoneiro
toca o xem nhem nhem

Não há coisa mais bonita
do que ouvir no sertão
o sabiá amaroso
cantando sua canção
e se ver o sol brilhante
cobrindo a face do chão

Sou nordestino e me orgulho
da terra que Deus me deu,
aqui com natureza
foi que o artista aprendeu
neste solo abençoado
o Reio do Baião nasceu."

Patativa do Assaré

8 de fev de 2011

ensaio na praça

Um senhor numa bicicleta parou e ficou me vendo de longe ensaiar na praça.
Depois se aproximou e disse:
- Vixi maria eu pensei que cê era doida, mas aí depois fiquei vendo... que doida é essa que fala tão bem? Depois entendi que era teatro. Bunito viu seu teatro, gostei!

Ai Deus.... adoro. Ô escola!

7 de fev de 2011

cá estou

Antes de viajar pra Recife tive mó crise com minha casa no Rio, depois vi que minha casa era também em Recife e agora em Juazeiro do Norte a minha noção de casa mudou de novo (haja mudanças) mas é massa quando rola esse desapego e a família que temos não é somente aquela eu me criei, mas aquelas que eu saio arranjando por aí. Cada dia mais, mais irmãos!

Cá estou agora numa pensão ao invés de um quarto de hotel além de mais barato é mais aconchegante e com uma família nova . Ele são tranquilos, trocamos algumas conversas pela janela, pelos corredores. Passam o dia inteiro com a televisão ligada o que vez por outra me obriga a fechar a janela e a porta do quarto. Sinceramente a cada dia mais eu detesto televisão, me dá enjoo.

Desde que cheguei estudo, leio, vejo filmes, produzo, ando pelas ruas e vou a igrejas ver a fé do povo.
Hoje acordei com um certo aperto no peito acho que era solidão, mas logo dei pra fazer as minhas coisas.

Estou agora numa busca..... de algo que não sei, mas tou indo, indo firme e neste silêncio e solidão, SIGO.

5 de fev de 2011

CCBNB - Juazeiro do Norte

                                                                                                  Isabel
05 de fevereiro de 2011

É sempre incrível e emocinante retornar ao lugar onde tudo começou. No dia 04 de novembro de 2006 no CCBNB - Juazeiro do Norte (CE) iniciei o meu projeto de vida como Contadora de Histórias com  "Brincando com as histórias". Só Deus e Odília sabe o que vivi, mas valeu, valeu muito a pena.
Eu mudei, o figurino mudou, as pessoas de lá mudaram e agora temos muitas histórias pra contar um pro outro. Gostaria muito de agradecer a Anastácio Braga que na época era o Gerente do Centro Cultural por ter acreditado no meu projeto.

                                                                                       Odília Nunes
04 de novembro de 2006

Flickr

http://www.flickr.com/photos/kikafarias/

Viva tamanha tecnologia!
Amo muito tudo isso!

Diário de Pernambuco

http://www.diariodepernambuco.com.br/2011/02/05/viver4_0.asp

Valeu Diário!

Andanças pelo Ceará

É em busca de mim mesma e do meu trabalho que sigo.
Dessa vez rumo ao Ceará com "Lendas e Fábulas dos Bichos de Nossa América", "Nem uma coisa, nem outra" e com a oficina "Brincando com as histórias" nas cidades de Juazeiro do Norte, Crato, Caririaçu, Porteiras, Nova Olinda, Assaré, Iguatu e Sobral. 
Voar é preciso!